sábado, 8 de junho de 2013

É bom voltar a ser EU


Ah, agora sim! Minhas unhas finalmente pintadas com meu esmalte novo, assistindo Batman Begins na TNT,  a voz do Alfred na verdade foi a voz do Batman desenho por anos á fio, mas isso é um detalhe. O negócio é que depois de um dia lendo comentários no blog da Lola sobre o estatuto do nascituro, cara, eu estou exausta. Eu ao invés de um comentário, enviei o link do post que fiz sobre o assunto. Muita gente falando contra, á favor, discordando, alguns falando todas as suas revoltas e tal, outros defendendo seu ponto de vista com calma e parcimônia ou outras apelando mesmo pros xingamentos tipo"machista imbecil" ou um reply que recebi dizendo que meu blog causou câncer. Não sou muito de perder a cabeça nem ATP com coisas assim, mas respondi na calma disse que respeitava a opinião assim como esperava que respeitasse a minha, ainda que não houvesse acordo e quanto ao comentário do câncer seria triste mais um doente nesse país. Ainda convidei se quisesse ler mais, pois pessoalmente acredito que só deve ter lido o post do estatuto, visto que não concordo e caído fora. O que não acho certo é que a situação com relação ao foco, se eu fosse traçar um gráfico com as variáveis de ofensa e argumentos de defesa de ponto de vista, a linha tenderia em vários momentos para a ofensa, uma vez que tinha gente que parecia mais preocupada em xingar os "contras" do que necessariamente acrescentar. Embora, os argumentos em algumas partes fossem defendidos arduamente.

Li bastante e cansei. Depois de tanta discussão, debate e barraco, posso voltar ao meu eu mais relax, ver meu desenho do Homem Aranha, o Batman, as cenas da novela, tomar iogurte com granola, planejar minhas reviews e caps de fanfctions e meus vídeos de make.

O primeiro reply negativo (e ofensivo) a gente não esquece, não revido contudo, ofensa com ofensa, Gandhi disse que fazer isso é como lavar a alma com lama, ou seja, pode não fazer alguém melhor ou pior como pessoa, porém inevitavelmente mais sujo. Vivendo e aprendendo afinal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário